A indústria farmacêutica e psicanálise diante da "epidemia de depressão": respostas possíveis

O crescimento de diagnósticos de depressão verificado na atualidade vem acompanhado da ampliação do mercado da indústria farmacêutica, do comércio de antidepressivos e do fenômeno da medicalização da vida. O objetivo do estudo teórico é analisar os fatores que subjazem ao que o sociólog... Ausführliche Beschreibung

1. Person: Letícia Vier Machado verfasserin
Weitere Personen: Rodrigo Ramires Ferreira verfasserin
Quelle: In Psicologia em Estudo (01.03.2014)
Weitere Artikel
Format: Online-Artikel
Sprache: English
Spanish
French
Portuguese
Veröffentlicht: 2014
Beschreibung: Online-Ressource
Online Zugang: Online
Online
Online
Online
Volltext
Tags: Hinzufügen
Keine Tags. Fügen Sie den ersten Tag hinzu!
  Creative Commons License Source: Directory of Open Access Journals (DOAJ).
LEADER 02160nma a2200289 c 4500
001 DOAJ00077622X
003 DE-601
005 20190330030420.0
007 cr uuu---uuuuu
008 171225s2014 000 0 eng d
024 7 |a 10.1590/1413-7372189590013  |2 doi 
035 |a (DE-599)DOAJ38ff204b4f9f4639b34f1e25d9d01241 
040 |b ger  |c GBVCP 
041 0 |a eng  |a spa  |a fre  |a por 
100 0 |a Letícia Vier Machado  |e verfasserin  |4 aut 
245 1 2 |a A indústria farmacêutica e psicanálise diante da "epidemia de depressão": respostas possíveis  |h Elektronische Ressource 
300 |a Online-Ressource 
520 |a O crescimento de diagnósticos de depressão verificado na atualidade vem acompanhado da ampliação do mercado da indústria farmacêutica, do comércio de antidepressivos e do fenômeno da medicalização da vida. O objetivo do estudo teórico é analisar os fatores que subjazem ao que o sociólogo Philippe Pignarre denominou de "epidemia de depressão", fenômeno complexo que não deve ser reduzido a fatores unicamente biológicos ou sociais, mas carrega em seu bojo uma economia de fármacos em expansão. Serão levantados alguns dados sobre as estratégias da indústria farmacêutica para ganhar o terreno em expansão dos diagnósticos e elevar seus medicamentos ao patamar de produtos a serem consumidos, tornando-se um dos setores mais rentáveis do mundo. Em seguida, questiona-se o estatuto da psicanálise na sociedade medicalizada, a partir das críticas que esta tem recebido nas últimas décadas, sobretudo na França, revelando a incapacidade do sujeito contemporâneo de expressar em palavras o sofrimento que o acomete. 
700 0 |a Rodrigo Ramires Ferreira  |e verfasserin  |4 aut 
773 0 8 |i In  |t Psicologia em Estudo  |g  (01.03.2014)  |w (DE-601)DOAJ000067156  |x 1413-7372 
856 4 0 |u http://dx.doi.org/10.1590/1413-7372189590013 
856 4 0 |y DOAJ  |u https://doaj.org/article/38ff204b4f9f4639b34f1e25d9d01241 
856 4 0 |u http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722014000100015&lng=en&tlng=en 
856 4 0 |u https://doaj.org/toc/1807-0329 
912 |a GBV_DOAJ 
951 |a AR 
952 |j 2014  |b 01  |c 03 

Ähnliche Einträge

Keine ähnlichen Titel gefunden

Privacy Notice Ask a Librarian New Acquisitions