Branca, bele, bela, branca... Uma leitura intercultural de «Budapeste» de Chico Buarque

Resumo: O espanto do narrador com a brancura do corpo da heroína no romance Budapeste de Chico Buarque inspirou a pergunta se a diferença da cor de pele sugere uma diferença local e cultural. Uma leitura intercultural, como apresentada neste trabalho, confirmou que essa diferença marca o livro q... Ausführliche Beschreibung

1. Person: Günther Augustin verfasserin
Quelle: In Caligrama: Revista de Estudos Românicos (01.10.2011)
Weitere Artikel
Format: Online-Artikel
Sprache: Catalan
Spanish
French
Italian
Portuguese
Romanian
Veröffentlicht: 2011
Beschreibung: Online-Ressource
Online Zugang: Online
Online
Online
Online
Online
Volltext
Tags: Hinzufügen
Keine Tags. Fügen Sie den ersten Tag hinzu!
  Creative Commons License Source: Directory of Open Access Journals (DOAJ).
Zusammenfassung: Resumo: O espanto do narrador com a brancura do corpo da heroína no romance Budapeste de Chico Buarque inspirou a pergunta se a diferença da cor de pele sugere uma diferença local e cultural. Uma leitura intercultural, como apresentada neste trabalho, confirmou que essa diferença marca o livro que se constrói a partir do encontro com o estranho na forma de línguas, pessoas, lugares, países estrangeiros, inclusive suas culinárias. Nesse encontro, o espelhamento do próprio transforma o “eu” narrativo em vários sujeitos e permite que o narrador, ao mesmo tempo, afirme e negue, aceite e rejeite, assuma e não assuma a autoria do texto e valores nele textualizados, entre eles sua auto-estima como pai, marido, autor anônimo, imigrante subalterno e amante da sua professora de húngaro.
ISSN: 0103-2178

Ähnliche Einträge

Keine ähnlichen Titel gefunden

Privacy Notice Ask a Librarian New Acquisitions